“Los hermanos” e o soberano padrão familiar

 

Crianças e adolescentes argentinas reconhecem os benefícios de serem adotadas por casais heterossexuais e protestam contra a adoção por casais homossexuais

 

Matheus Viana – profeciaonline@gmail.com

 

“Dizemos não à adoção homossexual”. Tal bradar não é oriundo de uma organização social moralista nem tampouco de uma manifestação religiosa ou fundamentalista. De acordo com a agência de notícias ACI Prensa, enquanto a legislação sobre o “casamento” homossexual está sendo debatido no senado argentino, um grupo de crianças adotadas está falando publicamente contra a adoção por casais homoafetivos.

 

Segundo informações do site Notícias Pró-Família, o grupo infanto-juvenil de Buenos Aires, em entrevista à Rádio argentina Cultura, disse que todas as crianças e adolescentes que aguardam adoção merecem, assim como eles, a oportunidade de crescerem no seio de uma família composta por um pai e uma mãe. “Queremos crescer numa família que consiste de uma mãe que é uma mulher e de um pai que é um homem. Esse é o jeito natural, mas não é assim com uma dupla homossexual. Estamos felizes com nossas mães e pais e queremos que todas as crianças tenham a oportunidade de tê-los”, afirmam.

 

A questão aqui não é de caráter moral. Mas do bem-estar da própria criança. No Brasil, temos visto a concessão de vários casos de adoção de crianças por casais homossexuais. Um acalorado debate que vem se avolumando nos cenários político, jurídico e social da nação. No entanto, o fator principal não tem sido levado em questão: o que, de fato, será melhor para a criança não somente em seu contexto presente, mas principalmente em seu futuro. Contudo, as crianças e adolescentes argentinas nos dão o exemplo.

 

Muito mais do que discurso filosófico ou religioso, a plena convergência da dualidade homem e mulher, pai e mãe, além de insubstituível é crucial para o desenvolvimento da criança, tanto no desfrutar de uma infância salutar como em sua formação adulta. Algo que, infelizmente, a classe educacional, pedagógica e política tenta, de todas as formas, rechaçar.

 

O exercício desta suprema dualidade não consiste apenas no fator reprodutivo da espécie, mas também na sublime formação de seu caráter em todos os seus aspectos. Pois a origem desta dualidade é o próprio Deus. A Bíblia afirma: “Criou Deus o homem à sua imagem, homem e mulher os criou”. (Gênesis 1:27).

No entanto, podemos afirmar que quando o ser humano rejeita o padrão familiar formado por um pai, uma mãe e filhos – naturais e adotivos –, está rejeitando o próprio Deus. Os efeitos colaterais desta rejeição, como por exemplo a violência, a corrupção e a imoralidade em todas as suas nuances, temos presenciado ao vivo e a cores.

 

O contingente disponível para adoção tem clamado por esta necessidade justa e coerente. Mais do que isso: tem clamado por um padrão familiar igualitário que propiciem às crianças e adolescentes nesta situação um futuro digno. Algo que Deus intentou quando criou o ser humano e estabeleceu sobre eles Seu padrão. Algo que ainda deseja quando nos adotou por meio de Seu Espírito, conforme elucida o apóstolo Paulo: “Pois vocês não receberam um espírito que os escravize para novamente temerem, mas receberam o Espírito que os adota como filhos...”. (Romanos 8:16). Esta é a cidadania pela qual, a exemplo das crianças argentinas, devemos clamar.

 

Siga-nos pelo Twitter: http://twitter.com.profeciaonline

 

Profecia

Essencial para o seu dia

A metamorfose lulista

 

 

Matheus Viana – profeciaonline@gmail.com

 

“Vai ser a primeira eleição, desde que voltou as eleições diretas para presidente, que o meu nome não vai estar na cédula. Vai haver um vazio naquela cédula. E, para que esse vazio seja preenchido, eu mudei de nome e vou colocar Dilma lá na cédula. E aí as pessoas vão votar.”.

 

A afirmação acima foi feita por Lula na convenção do PT para o lançamento da “companheira” Dilma Rousseff como candidata à presidência da República no dia 13 de julho.

 

Como as edições anteriores de Profecia vêm informando, tal medida nada mais é do que a estratégia que visa a perpetuação do governo lulista. Uma espécie de totalitarismo pelas vias “democráticas”. Não se trata de especulação. E sim de uma simples interpretação das afirmações de Lula. Retórica de intento claramente evidente.

 

Dilma nada mais é do que a metamorfose lulista. Ou seja, Lula continuará governando, no entanto, “travestido” de “mãe do PAC”. Política baseada no mote popular: em time que está ganhando, não se mexe.

 

É verdade. O time governista está ganhando. O avanço no estabelecimento de seus objetivos é notório. Considerada uma nação de respeito no Conselho de Segurança da ONU, o governo brasileiro fez parte, juntamente com a Turquia, da minoria que votou contra as sanções à política nuclear iraniana. Afinal, todos têm direito à bomba e destruir a nação que deseja. Algo que Ahmadinejad apenas consolidará, pois Israel já vem, há anos, sendo bombardeado por milícias armadas, pela esmagadora maioria da mídia e por vários chefes de Estado. Neste contexto, ponto para o Brasil.

 

Conseguiram o importante feito de ser uma nação bastante considerada pela dinastia Castro. Algo notado na visita de Lula à cuba e a capciosa diplomacia para com os dissidentes Orlando Zapata Tamayo e Guilhermo Fariñas. Mais um ponto.

E o PAC? O que conta não são os resultados, e sim o projeto e as estimativas que, apesar de beirarem a utopia, têm que continuar. E nada como a progenitora para tal empreitada. Ponto a favor.

 

Em seu discurso, Dilma disse que Lula, em seus oito anos de governo, governou para os pobres. O que ela chama de governo foi a disponibilização do Bolsa Família à milhões de famílias. Assistencialismo que visa, além da manutenção, conformação com a pobreza. Dar o peixe é o modo petista de governar. Ensinar a pescar e desenvolver os fatores moral, social e econômico de um indivíduo é considerado equivoco da direita.

 

No entanto, além de Dilma ser a principal, não é a única candidata que utiliza o modo lulista como protótipo de governo. Serra já admitiu que continuará com o Bolsa Família e que Lula será um fator preponderante em sua gestão. Marina Silva foi uma das fundadoras do PT e, apesar de trocar de partido, ainda nutre algumas ideologias da antiga militância. Além de ser um personagem prestes a ser mitificado, Lula será alguém cuja sombra irá pairar sobre o próximo presidente da nação, independente de quem seja. Ou seja, o Brasil permanecerá no ciclo linear da metamorfose lulista.

 

“Até quando coxeareis entre dois pensamentos”. (I Reis 18:20). Este é o bradar que clama em um contexto que tenta, de todas as formas, sufocá-lo. Apesar do clamor, a resposta da população é a mesma dos hebreus na época: “O povo, porém, nada respondeu”. (I Reis 18:21).

 

Por isso, o atual governo se deleita no trono da nação exercendo um regime que não possui oposição. Apesar dos aparentes benefícios, tal opróbrio é evidente quando comparamos nossa realidade com a profetizada pelo salmista quando diz “Feliz a nação cujo Deus é o Senhor”. (Salmos 33:12). Uma análise a ser feita de maneira individual a fim de gerar esta metamorfose a qual ainda não experimentamos. Algo que demanda esforço (Evangelho segundo Mateus 11:12).

 

Siga-nos pelo Twitter: http://twitter.com/profeciaonline

 

Profecia

Essencial para o seu dia

Macarronada à paraguaia

 

 

Matheus Viana – profeciaonline@gmail.com

 

A Itália confirmou a má fase. Com o status de atual campeã, conseguiu um empate sofrível em 1x1 com o Paraguai. Um verdadeiro “banho Maria” que cozinhou a macarronada à paraguaia.

Realmente! A Azurra é a tetracampeã do “Paraguai”. Dona de um futebol que nem de longe é de um time brilhante e vencedor.

 

O maestro Andréa Pirlo desfalcou a equipe, é verdade. Mas com ele em campo, pelo futebol apresentado no jogo de hoje, a seleção italiana não faria tanta diferença assim. Seria o mesmo espaguete sem sal.

 

 

Mas um cardápio insosso servido na Copa das excentricidades. Tomara que o menu melhore a partir de amanhã.

 

Siga-nos pelo Twitter: http://twitter.com/profeciaonline

 

Profecia

Essencial para o seu dia

Suculento, mas duro de engolir

 

O atacante Honda comemora seu gol na vitória do Japão de 1x0 sobre a seleção camaronesa

 

 

Matheus Viana – profeciaonline@gmail.com

 

O novo fabricante do gol é Honda. Não, não se refere ao concorrente da alemã Volkswagen. E sim do atacante japonês que marcou o gol da vitória que a seleção japonesa conquistou sobre os camaroneses. Um magro 1x0, apesar do “suculento” cardápio. Sei que camarões não é algo apreciado pelos japoneses, mas na Copa do Mundo tudo que vier na frente tem que ser devorado.

 

No entanto, um jogo “duro de engolir”. Indigesto. Aliás, o nível técnico, pelo menos por enquanto, está sem tempero. Com exceção da goleada alemã com sabor de “Cacau” sobre os exóticos “Cangurus”.

 

O que queremos saborear, de fato, é a feijoada com ingredientes norte-coreanos. No entanto, vai ser preciso cozinhar bem o “peixe”. Tem fama de ser ágil como “labari ensaboado”. Por isso, contamos com o faro pra pesca de Dunga e sua equipe. Luiz Fabiano diz estar com fome de gols e quer, o quanto antes, acabar com o seu jejum. Tomara que a seleção brasileira esteja com fome de bola e, principalmente de vitória.

 

Não temos Honda, mas temos o talento de, a semelhança da empresa automobilística alemã, de fazer o almejado ‘Gol do Brasil’.

 

Siga-nos pelo Twitter: http://twitter.com/profeciaonline

 

Profecia

Essencial para o seu dia

Cacau neles...

 

 

 

o atacante Cacau comemorando o quarto gol da Alemanha de sua autoria: supremacia tupiniquim

 

Brasileiro naturalizado alemão deixa sua marca na goleada sobre a Austrália

 

Matheus Viana – profeciaonline@gmail.com

 

Sob desconfiança de todo o mundo futebolístico, a seleção alemã, estigmatizada pelo seu futebol de força e extrema aplicação tática, atropelou os cangurus da Austrália. Com toques envolventes e jogadores de técnica apurada, os tri-campeões foram protagonistas do, até o momento, melhor jogo da Copa. Na corrida pela artilharia isolada de toda a história dos mundiais, o atacante Miroslav Klose acrescentou mais um em sua contagem.

 

No entanto, tal demonstração foi acrescida de uma pitada de sabor brasileiro. O atacante Cacau, brasileiro de Santo André naturalizado alemão, consolidou a boa performance da equipe. 4 a 0 incontestáveis.

 

Não é apenas a seleção alemã que conta com um jogador de origem tupiniquim em seu elenco. A seleção de Portugal, por exemplo, contra com três: o zagueiro Pepe, o meia Deco e o atacante Liedson.

 

O Brasil é, de fato, um celeiro de jogadores para todo o mundo. Que tal realidade, no entanto, se estenda por todos os outros níveis da sociedade. Que sejamos celeiros de uma cidadania digna, do retorno à moralidade tão necessária e ignorada e da restauração de tantos outros aspectos dilacerados pela insanidade humana. Uma goleada em prol da humanidade.

 

O Brasil ainda não estreou no mundial e os torcedores dos “Bafana-Bafana” já vislumbram a seleção de Dunga como a campeã. Mais do que expectativa. A esperança naqueles que são considerados seus heróis. Uma vitória que, assim como o cacau, trará o doce sabor da alegria a um país tão castigado pelo Apartheid.

 

Mais do que uma seleção pentacampeã de futebol, os sul-africanos vêem o Brasil como a nação da paz, da alegria e da justiça. Aspectos que fundamentam o Reino dos Céus (Romanos 14:17). Por isso, precisamos suprir esta expectativa que a África do Sul e muitas outras nações em todo o mundo depositam no Brasil, não apenas no futebol. Estamos longe disto, reconheço. Mas como preconiza o adágio popular: a esperança é a última que morre. Baseado nela, brademos: dá-lhe Brasil e cacau neles...

 

Siga-nos pelo Twitter: http://twitter.com/profeciaonline

 

Profecia

Essencial para o seu dia

Viajando na maionese

 

 

Mulher leva maconha em pote de maionese para filha detenta e é presa em revista

 

Matheus Viana – profeciaonline@gmail.com

 

Um vidro de maionese aparentemente lacrado. Este foi o artifício usado por uma mãe para entregar um bloco de vinte gramas de maconha para a filha, uma detenta do presídio de Quatro Barras, município situado na região metropolitana de Curitiba.

 

O entorpecente foi encontrado pela Polícia Civil durante a revista aos visitantes. A mulher, cujo nome não foi divulgado, foi presa em flagrante. Segundo informações do investigador Ronaldo Pavoni ao portal Terra, "Eles tentam de toda forma entrar com alguma coisa ilícita, mas a revista é minuciosa".

 

Enredo da atual paternidade. Pais que não medem esforços para suprir a vã necessidade de seus filhos, fazendo com que permaneçam num verdadeiro cárcere.

Além da drogadição, filhos têm se enveredado pela jornada do sexo com plena permissão e, em muitos casos, colaboração dos pais.

 

Uma viagem sem volta para muitos. O drama de filhos viciados que alguns pais enfrentam é apenas um dos efeitos colaterais que esta “liberdade” proporciona. Seu combustível é a banalização da autoridade. O uso da vara como instrumento de disciplina – e não como violência contra a criança – é algo rechaçado pela pedagogia vigente. Carência que tem resultado numa geração de adolescentes e jovens rebeldes e sem o mínimo senso de pudor e de limites.

 

Os resquícios da revolução cultural e comportamental do fim dos anos 60 têm dado o tom da “cidadania” atual. Absurdos como filhos que processam pais por os disciplinarem é, infelizmente, algo rotineiro. E o que é pior: a classe educacional e pedagógica parece não se atentar para este problema. Os que se levantam para mudar este triste quadro são taxados de moralistas.

 

O sábio Salomão aconselha: “Ouça, meu filho, a instrução de seu pai e não despreze o ensino de sua mãe (...), se os maus tentarem seduzi-lo, não ceda!”. (Provérbios 1:10). Provérbio que deve ser observado pelos filhos. Contudo, outra questão considerável é o ensinamento que muitos pais têm passado à sua prole. “Ensina o caminho em que ela deve andar”. (Provérbios 22:6). Quando os princípios divinos deixarem de ser considerados meros fundamentalismos religiosos ou doutrinas de incautos, a chance de restauração virá novamente à tona. Enquanto isso não acontece, a sociedade permanece “viajando na maionese”.

 

Siga-nos pelo Twitter: http://twitter.com/profeciaonline

 

Profecia

Essencial para o seu dia

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
Visitante número: